Evento aposta na interação entre políticas e empresas
15-05-2008

Ao final da conferência que marca também os 10 anos do Instituto Ethos, um conjunto de propostas de políticas públicas e regulamentações referentes ao mercado socialmente responsável será entregue a autoridades brasileiras

Por Repórter Brasil

O desafio central da Conferência Internacional Ethos 2008, que será realizada de 27 a 30 de maio no Parque das Convenções Anhembi, em São Paulo, consiste no fortalecimento não apenas de práticas isolados sustentáveis, mas na formação de um mercado socialmente responsável.

“O esgotamento de valores de coesão social, como a confiança, a integridade e a solidariedade tem muito a ver com a forma como estamos consumindo os recursos naturais. Nosso modo consumista de viver, fortalecido pelo consumo de massa, é um dos fatores que tem levado à deterioração dos nossos valores. Então, a primeira responsabilidade social das empresas é fazer uma gestão sustentável do seu negócio”, contextualiza Paulo Itacarambi, diretor-executivo do Instituto Ethos e coordenador da conferência.

Para ele, porém, mas do que gestões corporativas, é necessário criar um conjunto de programas e políticas públicas que possam ter as empresas com compromisso sustentável como aliadas. “As compras públicas, por exemplo, devem ser sustentáveis, de modo a fortalecer o mercado de produtos sustentáveis. É preciso haver políticas de fomento a inovações para a sustentabilidade, seja por meio de um BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] ou de uma Finep [Financiadora de Estudos e Projetos], seja mediante programas específicos de políticas públicas, tanto do governo federal quanto dos governos estaduais e municipais”.

É por isso que, ao final do evento, será entregue a autoridades um conjunto de propostas de políticas públicas e regulamentações com vistas à consolidação de todo um mercado fundado na responsabilidade empresarial. “Essa mudança de cultura – uma educação para sustentabilidade – pode ser desenvolvida já no ensino regular [da educação fundamental básica ao ensino universitário]. E o governo pode influir também nos cursos de negócio e nos programas de pós-graduação, a fim de que eles passem a contemplar a educação para a sustentabilidade. Eu acredito, portanto, que construir um mercado socialmente responsável requer ações no âmbito das políticas públicas, das empresas e das organizações que definem mecanismos de auto-regulação do mercado”.

Entre as mesas-redondas, os painéis temáticos e as oficinas de gestão, pelo menos cinco momentos da programação estarão direta ou indiretamente ligados à importância da efetivação de um mercado responsável para o combate ao trabalho escravo contemporâneo. As oficinas 3 e 4, no dia 29, tratarão respectivamente dos temas “Contribuições das Empresas no Combate à Pobreza” e “Contribuições das Empresas para a Sustentabilidade da Amazônia”. No mesmo dia, outros três painéis também devem perpassar a temática da escravidão: o Painel 5 (“Relações de Trabalho para a Sustentabilidade”), o Painel 7 (“Gestão Sustentável dos Agronegócios”) e Painel 8 (“Educação para a Sustentabilidade”).

Duas dimensões
O diretor-executivo do Instituto Ethos salienta também a importância da Mostra de Tecnologias Sustentáveis, que ocorrerá paralelamente ao evento principal. “Vamos buscar trazer toda a mais avançada tecnologia em sustentabilidade de que tenhamos conhecimento nesse período. São recursos que permitem inovar, criar novas atividades e desenvolver produtos de forma sustentável.

Segundo Paulo Itacarambi, a implementação da cultura da sustentabilidade na sociedade tem duas dimensões. “A primeira é um imperativo ético: ao tomar conhecimento de seus impactos negativos, a pessoa ou organização não consegue continuar desenvolvendo suas atividades da mesma forma”, declara. “A segunda dimensão está relacionada à nova revolução industrial em curso. O modo de fazer e de produzir está mudando e isso proporciona uma imensa oportunidade para todos os que atuam no mercado”.

A Conferência Internacional Ethos 2008 é um evento promovido pelo Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social e realizado pelo UniEthos – Educação para a Responsabilidade Social e o Desenvolvimento Sustentável, em parceria com o Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, do Banco de Eventos, do Movimento Nossa São Paulo, da Rede Brasileira do Pacto Global e da São Paulo Turismo.

Confira o site da Conferência Internacional Ethos 2008