Casas que reuniram abolicionistas viram patrimônio
16-10-2009

Construídas em meados do século XVIII, as nove casas enfileiras em Manhattan (na Rua 29 Oeste, entre a Oitava e a Nona Avenida) serviram de base para brancos e negros durante o movimento abolicionista dos Estados Unidos

Por Repórter Brasil

Construções históricas da cidade de Nova Iorque que serviram de espaço para a convenção abolicionista de 1856 estão a um passo de ser convertidas como patrimônio histórico.

A informação foi confirmada pela porta-voz da Comissão de Preservação Patrimonial de Nova Iorque, Elisabeth de Bourbon, à agência de notícias Associated Press, que espalhou a notícia pelo mundo.

Construídas em meados do século XVIII, as nove casas enfileiras em Manhattan (na Rua 29 Oeste, entre a Oitava e a Nona Avenida) serviram de base para brancos e negros durante o movimento abolicionista. Algumas das casas foram inclusive atacadas por grupos contrários ao fim da escravidão.

O reconhecimento confirma a importância do tema do combate à escravidão no mundo, inclusive nos países desenvolvidos.