UNODC aponta aumento do tráfico de crianças
26-11-2014

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNDOC), lançou na última segunda-feira (24), em Viena, na Áustria, um relatório que revela que uma a cada três vítimas conhecidas de tráfico de pessoas é criança (um aumento de 5% em comparação com o período 2007-2010), entre as quais, dois terços são meninas. Em regiões como a África e o Oriente Médio, as crianças chegam a representar 62% das vítimas.  O relatório ainda mostra que 70% das vítimas do tráfico no mundo são do sexo feminino.

As mulheres também são a maior parte das vítimas traficadas para trabalho escravo, representando 35% do total. Segundo o relatório, o tráfico para a exploração de mão de obra escrava aumentou continuamente nos últimos anos e inclui  setores industrial e de construção, trabalho doméstico e produção têxtil.

O relatório mostra que a finalidade do tráfico também tem variações regionais. Enquanto na Europa e na Ásia as vítimas são traficadas para exploração sexual, na Ásia Oriental e no Pacífico a finalidade mais comum é o trabalho forçado. Já nas Américas, ambas práticas de exploração são detectadas.

O relatório (em inglês) pode ser acessado aqui. Para mais informações, acesse também a página do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNDOC).

Fonte: UNODC

Imagem: Reprodução/UNODC