Trabalhadores são resgatados em plantação de batata em SC
06-11-2014

Trabalhadores foram encontrados submetidos a trabalho escravo em uma plantação de batata no município de Criciúma, no interior do estado de Santa Catarina. A operação de fiscalização foi realizada pela Superintendência  Regional do Trabalho em Santa Catarina (SRTE/SC).

Dez dos 17 trabalhadores encontrados viviam em condições desumanas, alojados em uma casa sem condições mínimas de higiene, com armazenamento inadequado de alimentos. Além disso, o fogão a gás ficava no mesmo ambiente em que espumas eram utilizadas como camas, formando um cenário de alto risco para incêndios.

De acordo com informações do MPT/SC, os empregados foram aliciados nos estados do Maranhão, Paraná e Rio Grande do Sul. Eles não tinham carteira assinada, cumpriam uma jornada de 14 horas diárias, sem equipamentos de segurança e em locais sem banheiro ou condições adequadas de alimentação.

O procurador que recebeu o relatório  da Superintendência  Regional do Trabalho em Santa Catarina (SRTE/SC) vai cobrar além do registro nas carteiras de trabalho, o pagamento dos salários, verbas rescisórias e demais direitos trabalhistas.  O proprietário foi notificado pela SRTE/SC e pode arcar com multas que ultrapassam R$ 200 mil.

* Com informações do MPT/SC

Imagem: Lijealso (Wikipedia em Creative Commons)