Setor privado será responsável por um terço dos empregos do mundo, diz OIT
05-02-2015

O Panorama Econômico Social lançado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), no último dia 22, apontou que os serviços nos setores administrativos, imobiliário e saúde estão entre os que terão um papel crucial na força de trabalho nos próximos cinco anos. A estimativa é que um terço dos trabalhadores do mundo esteja empregado no setor privado neste período.

De acordo com o documento, apesar das inovações tecnológicas, ainda há uma demanda para trabalhos presenciais em serviços de saúde e pessoal, o que sinaliza um “aumento na economia de cuidados”.

O emprego público, que ainda representa 15% do total de ofícios, também continuará a crescer, de maneira mais moderada que o privado, com serviços em cuidados de saúde, educação e administração como grandes fontes de emprego.

Já as ofertas na indústria devem estabilizar globalmente a menos de 22% devido a queda de criação de postos de construção considerando os índices anteriores, do período entre 2010 e 2013. Empregos na produção, por sua vez, permanecerão inalterados nos próximos cinco anos, na faixa de 12%.

A conclusão do relatório é que em geral as perspectivas de empregão irão se deteriorar nos próximos cinco anos.  Apenas em 2014, 201 milhões de pessoas estavam desempregadas, 31 milhões a mais do que antes do início da crise global.  Estima-se ainda que haverá um aumento de 3 milhões de desempregados no mundo todo em 2015 e mais 8 milhões nos quatro anos seguintes, sendo os jovens, em especial as mulheres, os maiores afetados.

O relatório completo, em inglês, está disponível no site da OIT.

Fonte: OIT

Imagem: Flickr/CC/Danilo Bandeira