Imigrantes haitianos em situação de risco receberão carteira de trabalho em SP
16-03-2015

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo (SRTE-SP) iniciou na última terça-feira (10) uma operação em caráter emergencial para emitir Carteiras de Trabalho aos imigrantes haitianos que se encontram em situação de risco na capital paulista.

Após as enchentes que atingiram o Acre, ponto de entrada da maioria dos haitianos que chegam ao Brasil, uma quantidade maior de imigrantes tem se deslocado a São Paulo em busca de emprego. Sem local adequado para ficar e sem alimentação, os haitianos foram hospedados provisoriamente na Pastoral do Migrante da Igreja Católica no bairro do Glicério, região central da capital.

“A urgência na emissão das carteiras tem caráter de ajuda humanitária. Eles precisam trabalhar, o emprego existe e não podemos deixar essas pessoas sem ter o que comer e sem endereço”, afirmou o superintendente Luiz Antonio Medeiros. Ele ressaltou que as delegacias e postos de atendimento da capital e do interior continuam emitindo normalmente a carteira para estrangeiros e que a operação, que irá atender um total de 240 haitianos, visa impedir que essas pessoas sejam absorvidas pela ilegalidade ou pelo trabalho escravo.

Segundo o padre Paolo Parise, que fez o pedido de emergência ao Ministério do Trabalho, a Igreja está com superlotação e com dificuldades para arrecadar doações para alimentar os haitianos que lá estão abrigados.

No primeiro dia de operação foram emitidas 60 Carteiras de Trabalho apenas para os imigrantes que se encontram em situação de risco, que já estão com o visto de entrada regularizado e que entregaram a documentação completa na SRTE-SP.

Fonte: MTE
Imagem: Wikipedia

Saiba mais sobre haitianos no Brasil, leia também:
MTE divulga dados sobre a relação do país com trabalhadores estrangeiros
MPT investigará empreiteira que deu calote em haitianos