Plataforma na Bacia de Campos coloca trabalhadores em situação de risco
27-03-2015

A plataforma de perfuração Alaskan Star, localizada na Bacia de Campos (RJ), foi interditada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), após inspeção, entre os dias 16 e 20 de março. Havia problemas no plano de fuga, condições de armazenamento de explosivos e instalações elétricas, o que deixava em situação de risco cerca de 100 trabalhadores.

Entre os problemas encontrados foi constatada a existência de apenas uma baleeira (embarcação para a retirada dos trabalhadores) insuficiente para desocupar a plataforma em caso de acidente. A única opção, nesse caso, seria utilizar balsas, mas a escada para a rota de fuga estava corroída e não levava direto ao mar obrigando os trabalhadores a nadar até as embarcações.

Foi verificada também a ausência de aterramento elétrico, tampas de proteção em quadros de eletricidade, tapetes de isolamento e a falta de dispositivo de parada de emergência no triturador de alimentos. Além disso, foram constatados materiais inflamáveis armazenados nas bases de sustentação da plataforma, sem sinalização.

O procurador do Trabalho Leandro Moreira Batista, disse em entrevista ao Ministério Público do Trabalho (MPT), que frente aos problemas verificados o MPT-RJ irá fazer um relatório para abrir uma investigação no órgão. A denúncia terá o acompanhamento de um procurador que será responsável por fiscalizar se a empresa cumpre as determinações feitas na inspeção.

 * Com informações do MPT

Imagem: Wikipedia