ONG faz campanha com histórias de exploração nas etiquetas dos produtos
08-04-2015

A ONG Canadian Fair Trade Network (Rede de Comércio Justo Canadense) criou uma campanha para chamar a atenção para as condições desumanas de trabalho na indústria têxtil em fábricas de países como Bangladesh, Camboja e Serra Leoa. A proposta é mostrar etiquetas com informações sobre as possíveis histórias por traz da produção das peças, com casos de exploração de mão de obra escrava e infantil.

Através da campanha, denominada “The Label Doesn’t Tell the Whole Story” (em português, “A etiqueta não conta toda a história”), a ONG quer estimular  o consumidor  a refletir a respeito da origem dos produtos que consome e das condições em que foram produzidos. Para sensibilizar os consumidores, a ONG produziu fotos, em parceria com a agência de publicidade Rethink, com etiquetas que trazem histórias trágicas de trabalhadores. Cada etiqueta diz que o produto é 100% algodão e inclui informações sobre as condições em que as peças poderiam ter sido produzidas, como por exemplo:

““100% algodão. Feito em Bangladesh por Joya, que deixou a escola com 12 anos para ajudar seus dois irmãos e a mãe recém viúva. Seu pai foi morto quando um incêndio destruiu a fábrica de algodão em que ele trabalhava. Agora ela trabalha no prédio do outro lado da rua onde a fábrica foi queimada. Um constante lembrete do risco que ela corre todos os dias. A etiqueta não conta toda a história”.

Informações: The Canadian Fair Trade Network

Imagem: Reprodução/The Canadian Fair Trade Network