Ex-candidata ao governo de MT terá que pagar R$ 3,2 mi por trabalho escravo
19-05-2015

A ex-candidata ao governo de Mato Grosso e ex-secretária de Cultura do estado, Janete Riva, terá que pagar uma multa de R$ 3,2 milhões por descumprir um acordo referente a um flagrante de condições de trabalho análogas a de escravo em sua propriedade em Juara, 690 Km de Cuiabá.

Em abril de 2010, sete trabalhadores foram resgatados em uma ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-MT). Na ocasião, eles foram encontrados sem acesso à água potável e um programa de saúde e segurança apropriado e com diversas irregularidades trabalhistas.

Três anos após o flagrante, em abril de 2013, uma nova ação de fiscalização constatou que cinco obrigações firmadas em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC)  haviam sido descumpridas, o que fez com que o MPT de Mato Grosso pedisse a execução da multa, aplicada pela Justiça Federal e mantida agora, após recurso da defesa da ex-secretária.

As informações são do G1. Leia a reportagem completa.