Sírios podem se tornar alvos de exploração do trabalho no Brasil
30-09-2015

Em entrevista à BBC o diretor-executivo da organizaçao ActionAid International alertou para o risco de que os sírios se tornem alvo de exploração de trabalho no Brasil. A declaração foi feita nesta semana em Nova York onde Campolina acompanha a Cúpula do Desenvolvimento Sustentável e a 70ª Assembleia Geral da ONU.

Segundo o brasileiro de 46 anos que lidera a ONG com sede na África do Sul, um refugiado ou um imigrante é mais vulnerável à superexploração. “É preciso construir e reforçar uma política em relação aos refugiados e imigrantes que seja mais integrada e baseada em direitos humanos e num acolhimento solidário”, afirmou.

A BBC ainda publicou que Campolina acredita que “o Brasil é um dos principais destinos para solicitação de refúgio de sírios por ser percebido como um país de muitas oportunidades, além de não ter envolvimento em guerras ou conflitos armados étnico-religiosos. Mas lembra que a mesma reação de pânico vista na Europa ante a massa de sírios que chegam diariamente também ocorreu no Brasil quando haitianos começaram a cruzar as fronteiras”.

Leia a entrevista completa no site da BBC.

Imagem: Prefeitura faz mutirão para atender refugiados sírios (Fabio Arantes/ Secom / Fotos Públicas)