Executivo do Walmart incentiva empresas a fazerem parte do InPACTO
09-03-2016

Como as empresas podem ajudar a prevenir e combater o trabalho escravo no Brasil? O InPACTO conversou com Guilherme Loureiro, ex-presidente do Walmart Brasil, recentemente promovido a presidente e CEO do Walmart na América Central e México. A entrevista foi concedida no final do ano passado, quando Loureiro ainda respondia pelas operações no Brasil.

Assista ao vídeo:

Segundo ele, combate ao trabalho escravo não teria um efeito tão significativo se fosse feito apenas por algumas empresas. “Deve ser feito coletivamente”, disse Loureiro.  “A gente tem uma capacidade de influenciar muito grande, e a gente acha que é nossa responsabilidade, nossa obrigação, dado que nós temos essa cadeia de fornecedores muito grande, exigir que eles venham junto com a gente nisso”.

O executivo do Walmart também afirmou que é importante que mais empresas façam parte do InPACTO. “Eu acho que o InPACTO vem somar nessa iniciativa que a gente tem de quanto mais pessoas e empresas aderirem a isso melhor vai ser, mais fácil vai ser o nosso trabalho. E o InPACTO vem aglutinar ideias, aglutinar experiências, e tornar o movimento ainda maior”, declarou.

Este vídeo faz parte de uma série produzida com o objetivo de sensibilizar e mobilizar as empresas para a prevenção e erradicação do trabalho escravo em seus negócios e suas cadeias produtivas. A ação está entre as atividades do InPACTO na promoção da prevenção e erradicação do trabalho escravo no Brasil nas cadeias produtivas de empresas nacionais e internacionais.

Veja também o vídeo de abertura da série, com trechos de depoimentos de todos os entrevistados:

Empresas falam sobre prevenção e combate do trabalho escravo no Brasil