CEF afirma restringir concessão de crédito para empresas flagradas com trabalho escravo
20-04-2016

Como as empresas podem ajudar a prevenir e combater o trabalho escravo no Brasil? O InPACTO conversou com Jean Rodrigues Benevides, Gerente Nacional de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental da Caixa Econômica Federal. A entrevista foi realizada no final de 2015, na sede da empresa, em Brasília.

A Caixa Econômica Federal foi um dos primeiros bancos a aderir ao Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo. “Isso é uma satisfação importante para o nosso banco ter saído na vanguarda desta iniciativa”, afirmou Jean. Segundo ele, uma das primeiras iniciativas desta adesão foi incorporar uma restrição na concessão de crédito e na contratação por parte da Caixa de empregadores e empresas flagradas com trabalho escravo pelo Ministério do Trabalho. Ele afirmou ainda que a Caixa já cortou relacionamento com grandes clientes por conta disso e estimula os seus mais de seis mil fornecedores a observarem esses critérios nas suas contratações e relações de trabalho.

Este vídeo faz parte de uma série produzida com o objetivo de sensibilizar e mobilizar as empresas para a prevenção e erradicação do trabalho escravo em seus negócios e suas cadeias produtivas. A ação está entre as atividades do InPACTO na promoção da prevenção e erradicação do trabalho escravo no Brasil nas cadeias produtivas de empresas nacionais e internacionais.