Grife de luxo é flagrada com trabalho escravo e infantil em São Paulo
20-06-2016

A equipe de fiscalização do Ministério do Trabalho e Previdência Social, em uma operação realizada no começo de maio,  encontrou cinco bolivianos trabalhando em condições análogas às de trabalho escravo em uma oficina no bairro de Aricanduva, em São Paulo. Entre os trabalhadores estava uma menina de 14 anos, filha do dono da oficina. A oficina produzia exclusivamente peças para a Brooksfield Donna, fornecedora do Grupo Via Veneto.

Os trabalhadores moravam e trabalhavam na oficina em condições insalubres e sem carteira assinada. Os ambientes eram tomados por um cheiro forte, não havia portas nos locais onde ficavam os vasos sanitários e as camas próximas às máquinas de costura, separadas apenas por placas de madeira e plástico.

Cada roupa costurada lhe rendia em média R$ 6. Eram produtos que chegavam a custar mais de R$ 500 nas lojas.  Apesar de todas as peças apreendidas terem etiquetas da Brooksfield Donna, a empresa se recusou a pagar os direitos trabalhistas estimados em R$17,8 mil. Os trabalhadores só estão recebendo o seguro desemprego no valor de um salário mínimo. A situação da adolescente encontrada é ainda mais delicada, porque devido à idade ela não tem direito a este benefício.

As equipes do jornal britânico BBC e da ONG Repórter Brasil, que divulgaram o caso nesta segunda-feira (20), tiveram acesso ao relatório da inspeção do Ministério do Trabalho, que aponta que a marca é inteiramente responsável pela situação encontrada na oficina” e foi considerada “a real empregadora”, responsável “pelos ilícitos trabalhistas constatados”.

Em nota à BBC, o departamento de marketing da Via Veneto se recusou a comentar o flagrante, negou o vínculo com a oficina e afirmou que “não mantém e nunca manteve relações com trabalhadores eventualmente enquadrados em situação análoga a de escravos pela fiscalização do trabalho”. Disse ainda que os seus fornecedores são empresas certificadas, mas preferiu não explicar o funcionamento da sua cadeia de produção ou a finalidade da contratação de oficinas como a de Aricanduva.

*As informações são da BBCRepórter Brasil e Folha de São Paulo

Imagem: MTPS/ Divulgação