Gusa Nordeste S/A, associada InPACTO, adota medidas para avaliar e contratar fornecedores
03-07-2018

Associada ao InPACTO desde 2014, a Gusa Nordeste S/A está comprometida com os 10 compromissos do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, como a promoção da regularização das relações de trabalho na cadeia de valor, e vem adotando práticas para a prevenção e combate ao trabalho escravo.

De acordo com a coordenadora de Mobilização e Relacionamento do InPACTO, Vania Schoemberner, anualmente as empresas participam do processo de monitoramento dos compromissos e, com base no relatório, elas traçam plano de ação para aperfeiçoar seus instrumentos internos de gestão.

“A atividade de carvoejamento registrava alto índice de integrantes na Lista Suja e hoje é praticamente zero na nossa região de atuação. É de grande importância para a Gusa Nordeste garantir que seus fornecedores nunca façam parte deste cadastramento”, afirma a responsável pela área de Controle de Carvão e Sucata, Elielza Lima da Silva.

O cadastro de empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas às de escravo, conhecido como “Lista Suja”, é um importante mecanismo público de transparência do Estado Brasileiro, que divulga o nome de pessoas físicas ou jurídicas que foram flagrados com a utilização de mão de obra escrava.

Para isso, a empresa, que opera no Maranhão, destaca duas ações que foram essenciais:

– A vistoria mensal nas unidades de produção dos fornecedores para validação das condições de trabalho, que garante o atendimento a todas as normas vigentes, como instalações em perfeita conformidade de vivência e trabalhadores não expostos a qualquer tipo de violações; e

– A solicitação de uma lista de documentos que o fornecedor deve entregar todo mês, conferida mensalmente pela Gusa Nordeste para comprovação de que os funcionários estão recebendo seus salários de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e outras legalidades.

O procedimento adotado pela Gusa Nordeste S/A para contratação de fornecedores, envolve:

1)     Solicitação de lista de documentos do fornecedor para o cadastro inicial.

2)     Vistoria na unidade de produção de carvão para validação das condições fornecidas e assim garantir atendimento de todas as normas vigentes.

3)     Com a entrega de toda documentação solicitada (item 1) e com a vistoria realizada (item 2), preenchimento do formulário final constando as informações do fornecedor.

4)     Somente após a validação dos itens apresentados acima fazemos o contrato de fornecimento.

5)     Realização de vistorias nas unidades de produções dos fornecedores mensalmente

6)     Solicitação de lista de documentos que deve ser entregue mensalmente para conferência dos salários, se estão de acordo com a CCT – Convenção Coletiva de Trabalho e outras legalidades da empresa.

A Gusa Nordeste S/A integra o Grupo Ferroeste e produz anualmente até 240 mil toneladas de ferro-gusa, utilizando tecnologia para co-geração de energia e o reaproveitamento de vários resíduos industriais.