Lojas Renner aperfeiçoa sistemas de monitoramento e controle para mitigar riscos e influenciar positivamente a cadeia
21-08-2018

Vinicios Malfatti, gerente sênior de Sustentabilidade da Lojas Renner e diretor executivo do Instituto Lojas Renner, fala sobre as boas práticas da empresa para prevenção e erradicação do trabalho escravo e os resultados alcançados no último ano, como a estruturação das visitas técnicas a fornecedores internacionais e o aprimoramento do processo de rastreabilidade de pedidos e dos sistemas de monitoramento e controle para mitigar riscos e influenciar positivamente a cadeia.

A companhia é associada ao InPACTO desde 2014 e, sendo signatária do Pacto de Erradicação do Trabalho Escravo, assumiu os 10 compromissos do pacto, como a promoção da regularização das relações de trabalho na cadeia de valor e a restrição comercial a pessoas físicas e jurídicas inseridas na “Lista Suja”.

“A parceria com o InPACTO é de extrema importância para que a Lojas Renner avance cada vez mais no esforço de desenvolver uma cadeia de fornecimento responsável, em acordo com as melhores práticas trabalhistas e de responsabilidade social e ambiental. O apoio e acompanhamento do instituto contribuem para a elaboração e execução de planos de ação consistentes neste sentido, gerando reflexos positivos na atuação da companhia e influenciando também positivamente o setor têxtil”, destaca Vinicios.

 

Quais as principais práticas que a Lojas Renner adota para a prevenção e combate ao trabalho escravo?

A Lojas Renner atua como fomentadora no desenvolvimento, qualificação e manutenção da cadeia de fornecedores em relação às melhores práticas de responsabilidade social e ambiental, à regularidade das condições de saúde e segurança no trabalho e à observância da legislação trabalhista, contribuindo, assim, para a evolução contínua do mercado têxtil.

A companhia foi uma das fundadoras, em 1999, da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), que representa as principais redes do varejo nacional. A entidade tem como missão defender a ética nas negociações, zelando pelo respeito às leis brasileiras e contribuindo com os órgãos competentes para o fortalecimento das boas ações empresariais.

Em linha com os princípios e valores da Lojas Renner, 100% dos seus fornecedores nacionais de revenda são certificados pela ABVTEX e, também, auditados por processos próprios de monitoramento e controle. Além disso, todos os fornecedores assinam contrato comercial e Termo de Compromisso de adesão a boas práticas trabalhistas alinhadas ao código de Ética e Conduta da companhia. O acompanhamento do cumprimento deste Termo se dá por meio de avaliação de documentos, entrevistas e visitas técnicas realizadas pela equipe da Lojas Renner.

A Lojas Renner também apoia o desenvolvimento dos fornecedores. Promove capacitações para fornecedores e seus contratados, disseminando conhecimento e estimulando boas práticas de processos produtivos e de conformidade. Adicionalmente, monitora o desempenho dos fornecedores por meio do Índice de Desempenho Global de Fornecedores (IDGF), levando em consideração quesitos comerciais, logísticos, de qualidade, financeiros e de responsabilidade social, que norteiam o desenvolvimento dessas empresas e a mitigação dos riscos envolvidos.

 

No último ano, quais medidas promoveram os melhores resultados?

Dando continuidade ao programa de auditoria mantido pela Lojas Renner junto a seus fornecedores, em 2017 foram realizadas 3.595 visitas técnicas abrangendo 100% dos fornecedores nacionais de confecção, acessórios e calçados.

Também no ano passado, a Lojas Renner deu início à estruturação das visitas técnicas a fornecedores internacionais. Além disso, aprimorou o processo de rastreabilidade de pedidos, apoiando o mapeamento da cadeia de fornecimento de forma a verificar se os contratados dos fornecedores têxteis envolvidos na produção estão de acordo com as condições exigidas pela companhia.

Os avanços mostram que a Lojas Renner está aperfeiçoando cada vez mais os seus sistemas de monitoramento e controle para mitigar riscos e influenciar positivamente a cadeia. Prova disso é que, dentro os compromissos públicos assumidos recentemente para o ano de 2021, a companhia incluiu o objetivo de ter 100% dos fornecedores certificados por entidades reconhecidas internacionalmente.

Em outra frente, em 2017, a Lojas Renner e o Instituto Lojas Renner, juntamente com a ABVTEX, ABIT e outras empresas do segmento, formalizaram parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) para a realização de um projeto de promoção do trabalho digno no setor têxtil e de confecção de São Paulo. Recentemente, o programa teve sua fase de capacitação concluída, com a realização de 12 workshops.