Vozes da Moda terá oficinas no II semestre
15-08-2018

O projeto Vozes da Moda, que tem como objetivo fomentar o desenvolvimento sustentável na cadeia têxtil e melhorar as condições de trabalho no agreste de Pernambuco, vem avançando no diálogo regional sobre os desafios de tornar a região um polo industrial com sustentabilidade sócio ambiental e as articulações locais estão acontecendo com, inclusive, forte adesão de instituições, de governo e trabalhadoras.

Entre as ações em andamento, o Dieese – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos está conversando com as trabalhadoras do setor, mulheres que trabalham em casa ou mesmo nas fábricas para discutir como elas podem ajudar na melhoria do diálogo e das condições onde elas estão trabalhando.

Para o segundo semestre estão programadas duas oficinas. Na primeira, sobre os Indicadores Ethos, serão discutidos temas como valores, transparência e governança. A segunda, liderada pelo InPACTO, será sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas. “O entendimento dos ODS pelos atores que atuam no setor de confecção – trabalhadores, governo e empresas – possibilitará uma agenda dialogada com cada um dentro de sua perspectiva e permitirá que coletivamente criem políticas voltadas para implementação dos objetivos até 2030”, afirma a diretora executiva do InPACTO, Mércia Silva.

Vale lembrar que o Vozes da Moda está alinhado com os ODS, atuando com os objetivos relacionados à redução de desigualdades e à promoção do crescimento econômico, inclusivo e sustentável, e do trabalho decente.

O projeto é articulado em conjunto pelo InPACTO, Instituto Ethos, Repórter Brasil e Dieese – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, com apoio institucional do Instituto C&A.

Saiba mais sobre o Vozes da Moda, clique aqui